(re) Significações em Educação a Distância

(re) Significações em Educação a Distância

(re) Significações em educação a distância significa atribuir uma nova significação, dar um novo significado, um novo sentido a esta modalidade de aprendizagem virtual. Com o surgimento de espaços interacionais que sustentam o novo paradigma educacional virtual,  sobretudo nos ambientes virtuais de aprendizagem – AVAs; o que se aprende agora não é  mais conteúdo sem (re) significações em educação a distância ou conteúdo que podemos chamar de apenas memorizado. Aprende-se agora através de novas  (re) interpretações . É justamente na Educação do século 21  que se dissemina mais e mais a importância da aquisição de conhecimento à partir do coletivo e da interação e não necessariamente no processo individual de cada um.

 

A educação contemporânea não é mais monopólio do professor. Outros protagonistas, como alunos e gestores, interferem cada vez mais no processo de aprendizagem. E isso, em grande medida, se tornou possível graças à utilização generalizada de ferramentas digitais.  De fato, computadores e aplicativos aparecem como alternativas aos tradicionais quadros-negros e livros impressos. Notebooks, tablets, lousas eletrônicas, jogos interativos, podcasts seduzem gestores, educadores e estudantes. Por essa razão, muitos já consideram as tecnologias digitais como a resolução dos grandes problemas da educação contemporânea.

 

O conhecimento que nos proporciona o “saber”,  transformou-se em grande quebra-cabeça, onde montamos e remontamos conceitos e ideias e com isto (re) aprendemos muitas coisas. Só ocorre este fato porque as informações estão à nossa disposição o tempo todo e é só clicar um botão para adentramos a um número incalculável de informações e com isto construímos, desconstruímos e reconstruímos saberes. Nunca foi tão interessante e acessível aprender!!

 

Desta forma a marca didática dos novos tempos é poder desenvolver no aprendiz a competência do saber pensar, do saber construir ideias. Estamos falando da oportunidade cognitiva que se faz presente de se  (re) construir  conhecimentos de maneira mais plena, criativa, lúdica e investigativa possível, e sempre à partir da interação e da colaboração entre todos os envolvidos no  aprendizado proposto.

 

O professor da vez,  o tutor do momento, não entrega mais a informação através de sua explanação verbal ou não-verbal, pois a demanda agora, momento que podemos chamar de reciclagem na Educação,  é emancipar pessoas e fornecer-lhes caminhos, jornadas e suporte.  Para isto o papel do docente ou do tutor também se transforma e contribui na construção de pensares e de saberes à partir da informação disponibilizada democraticamente. Tutores também geram (re) significações na educação a distância.

 

Adquirimos informações por meio de respostas que se fornecem frente às perguntas que fazemos.  A busca realizada via pesquisa acontece de maneira emancipada e livre. Para se construir conhecimento conjunto,  mas  fornecendo  autonomia ao “outro”,  necessário se faz que tutores e alunos se posicionem através de postura dialógica que remeta sempre  à indagação e reflexão.

 

Importante não esquecer que as novas tecnologias educacionais nos remetem infinitamente ao intercâmbio do diálogo; este por sua vez estimula continuamente a resolução de questões propostas problematizadoras de cursos a distância,  desde que aja a interação entre todos os envolvidos na busca das respostas. Somente assim  há a aquisição de novos saberes.

 

O ato de educar também exige uma ligação com o cotidiano dos alunos.  A inovação não vem apenas da implantação de ferramentas tecnológicas,  mas requer principalmente coragem dos professores para mudar velhas atitudes, dando lugar a aulas mais participativas, nas quais o aluno seja ouvido e haja interação entre ambos, de maneira que ele se sinta uma peça fundamental no processo de aprendizagem.

 

Lembramos que um ensino virtual  baseado apenas na  transmissão-recepção de informações, onde os AVAs  se convertem em meros e simples repositórios de conteúdos, não atendem as ideias da educação a distância colaborativa e interativa. Conteúdos engessados em PDFs, onde o aluno online apenas realiza a leitura sozinho para responder as atividades, não é uma metodologia de educação a distância que trabalha com o coletivo. Aliás, até pode-se considerá-la como EAD, mas uma educação a distância do século passado. Sim, esta foi uma prática muito comum no início da educação a distância mediatizada por computadores lá no final dos anos 1990.

 

AVAs – Ambientes de Aprendizagem Virtual quando bem elaborados e bem trabalhados com os alunos virtuais,  por tutores eficazes, colaboram na construção e na  (re)construção de conceitos à partir do envolvimento de todos. Recursos como Fóruns, Wikis, Chats, VideoAulas colaboram brilhantemente no desenvolvimento de inúmeros contextos de aprendizagem.   😆

 

Nos dias de hoje todo e qualquer  conhecimento não se restringe mais a um único grupo,  pois tudo o que é produzido independente do lugar, passa a ser partilhado por um amplo número de pessoas.  Distâncias agora inexistem e são  minimizadas por  ricas  trocas que acontecem  em ambientes virtuais em rede.

 

Essa  mudança de comportamento social  vem  ocorrendo de forma muito natural  através das redes sociais ou até mesmo pelas buscas de informações  que fazemos  através do mundo virtual dos blogs,  sites específicos e vídeos. (Re) aprendemos nestes tempos modernos a não apenas expor o que pensamos às outras pessoas,  mas também a comentar os pensamentos que elas expõem dentro dos aspectos mais democráticos e públicos que as redes nos proporcionam.

 

Família e escola sempre foram os fortes referenciais de laços humanos, de  vida e de aquisição de conhecimento, mas neste novo momento ambos deveriam se obrigar a reconhecer que as  fortes mudanças que a sociedade atravessa à remete cada vez mais a uma sociedade virtual,  e isto nos transforma o tempo todo e por conseguinte transforma tudo, inclusive o paradigma da  Educação.

Saiba+

81 comentários em “(re) Significações em Educação a Distância

  1. Olá Professora Liliam!

    Sou estudante do curso de Pós-Graduação em Metodologias para a Educação a Distância e professor presencial. Estou acompanhando seu blog e gostaria de parabenizar pelo conteúdo exposto e pelos comentários feitos sobre o assunto.Estou cada vez mais satisfeito de ter optado pelo curso e ciente de que a educação a distância efetivamente contribui no processo de ensino e aprendizagem, conquistando resultados até melhores que os cursos presenciais.

    Até mais!

    Renato Sena

    • Olá Renato!

      Bem-vindo ao Blog! Obrigada pelo feedback!

      Apareça sempre e partilhe as suas experiências e ideias. Serão sempre bem-vindas!

      Forte abraço,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  2. A EAD ao meu ver é um modo de educação onde a pessoa não fica apenas a espera do conhecimento, ela vai atras desse conhecimento, ela não mais recebe tudo pronto, precisa correr atrás para respostas.

  3. Para que tenhamos uma educação a distância eficaz e competente, é importante que o professor tutor faça esse elo. Os Ambientes Virtuais de Aprendizagem oferecem muitas ferramentas educacionais, porém se não tiver o carinho e a dedicação desse profissional, não teremos um aprendizagem concretizada. Portanto, atividades dialogadas e interativas, que geralmente são oferecidas encaixam-se perfeitamente nesse contexto.

    • Olá Vilma! concordo plenamente com voce, acredito que o tutor deve ser o mediador, o cara que te inspira a pensar e a pesquisar!!!! Abraços!

  4. Olá novamente, Profa. Liliam.

    Fato é que, há um tempo, eu ouvi em uma palestra que você não poderia ser mediano, saber de tudo um pouco. Acredito que faz uns 15 anos isso. Mas pelo visto, as coisas mudaram. E muito! A Educação a Distância é um caminho sem volta. FATO! E essa mudança, talvez, seja a grande mudança na sociedade pós-moderna.
    Afinal, algo tão tracicional ser pensado a distância?
    Até eu duvidava. Hoje, não penso assim e nem duvido.
    Tanto é que sou professor presencial, semipresencial, tutor a distância e aluno a distância em duas especializações.
    E o mundo é “legal” por causa disso. Mudamos as opiniões, os conceitos e crescemos como pessoas.
    Post interessantíssimo, mestre…

    Abs, Rafael Coelho

    • Olá Rafael,

      Aprender, nunca foi tão interessante como agora!

      Obrigada pela presença!

      Forte abraço,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

    • Oi Rafael tudo bem? também já ouvi muito essa frase: quem faz de tudo um pouco não sabe fazer nada! é claro temos que nos especializar, mas hoje as pessoas precisam aprender e a conhecer tantas coisas diferente, mas devem se especializar em algumas delas se possível. Talvez a palavra seja flexibilidade ou adaptação, algo assim. Quanto mais flexível mais possibilidades para aprender!!!!Abraços!

  5. Olá, Professora!
    Seu post está muito rico.
    Fez-me pensar (singular) e partilhar os pensamentos (plural) nos AVAs.
    Uma aula de Filosofia, assim como O Mito da Caverna de Platão, Libertador.
    Até breve!
    Freis

    • Bem-vindo Fábio!

      Obrigada pelo feedback.

      Que bárbara a sua experiência!!

      Grande abraço,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  6. Olá, Liliam!

    Lendo este texto fiz uma retrospectiva de minha escolarização (tão distante já), quando ainda as posturas de aprendizagem eram muito mais rígidas que atualmente, os professores senhores do saber e o aluno vistos como “mente zerada” apenas absorvendo o conhecimento, mas apesar disto tudo eu sempre gostei de estudar, gostava do espaço escolar e tenho ricas lembranças deste período.

    Hoje esta visão está muito alterada e percebo uma transformação mais radical ainda na EaD, que vejo com encanto, apesar de exigir um aluno mais maduro, mais consciente e focado em seus objetivos, acredito na EaD como educação e como sendo o futuro na educação. Estou fazendo Pós em Metodologias da EaD e estou muito animada com os novos conhecimentos.

    Adorei seu blog e o seu estilo de texto; são diretos, claros e afetivos.

    Um abraço
    Melita

    • Olá Melita,

      Obrigada pela presença! Obrigada por compartilhar as suas percepções sobre o Blog e os artigos.

      Parece que esta sua turma de Pós é bem grande, não? Tenho recebido vários de vocês e tem sido muito bom!

      Forte abraço!

      Blog educação-a-distância.com

      • Oi Melita,

        A minha posição não é tão fatalista em relação ao trabalho de tutoria em EaD, principalmente por ter trabalhado na área por 13 anos e estar acompanhando o mercado de maneira intensa.

        Volto e até insisto em ressaltar que a boa qualidade da instituição de ensino que contrata um tutor, sempre leva em grande consideração a questão do regime trabalhista e a adequada remuneração.

        Boas instituições de ensino oferecem realmente bons cursos a distância e remuneram de maneira justa seus tutores e professores. O caminho do tutor que busca uma boa remuneração deverá ser este. Só há uma ressalva! Este mesmo tutor deverá ter uma formação de excelência e realmente ter expertise na área para ser interessante a esta mesma instituição que menciono. Mão dupla sempre!

        Grande abraço,

        Liliam Silva
        blog educação-a-distância.com

      • Olá professora Liliam,
        Faço parte dessa turma que visita seu blog com frequência.
        Tenho aprendido muito com os seus posts.
        Sou aluna da mesma turma que você respondeu anteriormente.
        Aqui em BH,sou professora da Rede Municipal de ensino e faço
        esse curso a distância,do qual estou gostando muito.
        Um abraço!

        • E continue nos visitando com frequência, Rita!

          Estarei aguardando você e todos para interagirmos!

          Liliam Silva
          Blog educação-a-distância.com

          • Professora Liliam,
            Obrigada pelo feedback.
            Estaerei acompanhando seus artigos,com prazer.
            Um abraço.

    • Oi Melita também estou fazendo pós graduação em metodologias para a educação a distancia na anhanguera, somo colegas! Gostaria de saber em que semestre você está e se está gostando do curso, se tem dificuldades, abraços!!!

  7. Olá professora Liliam!

    Excelentes pontos de vista, percebo sua crítica em relação aos cursos que mesmo com infinitas possibilidades de ampliar o acesso aos conhecimentos e integração de meios/mídias que perpassam para além de conteúdos fragmentados e como diz engessados a metodologias arcaicas, concordo e faz se necessário dizer que a EaD depende não apenas de uma boa plataforma (pois seja ela a melhor e mais elaborada com recursos diversos) sem um profissional bem capacitado, para fomentar um clima de trocas e utilizar de forma plena as mídias e recursos disponíveis de nada valerá… vale ressaltar que o agente principal que detém o poder de escolha dos materiais e recursos da plataforma, saiba e tenha consciência de que o aprendizado dependerá de seu senso critico, de sua postura em relação a escolha da instituição e presteza no esforço, na curiosidade, na determinação e acima de tudo em sua autonomia de buscar e se envolver com os estudos.

    Em minha opinião o plano de fundo são os conteúdos, mas o aprendizado com significação dependerá das duas partes envolvidas: a instituição com o apoio, a qualidade e profissionais dedicados em ampliar os horizontes do aluno, que por sua vez tem como responsabilidade seu objetivo intrínseco e a expertise em aproveitar tudo o que esta em suas mãos a um clique e não se limitar apenas ao AVA disponível (esperando que tudo que está ali já basta para seu ensino/aprendizagem).

    Obrigada, estou ávida para ler mais seu blog…

    Um abraço!

    • Olá Cristina,

      Obrigada por compartilhar as suas generosas ideias sobre o Blog. Acompanhe-nos sempre! Será um prazer!

      As suas opiniões são relevantes!

      Forte abraço,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  8. Não descarto completamente em PDF como fez. Acredito que a leitura também deva ser estimulada quando se pretende gerar indivíduos autônomos no aprendizado. Atividades colaborativas tanto síncronas como assíncronas são fundamentais. Mas o bom e velho e-livro não deve ser descartada totalmente. Por meio de livros, para um aluno motivado e autônomo o aprendizado é possível. Cabe uma análise de publico aprendiz para usar uma estratégia de ensino tão autônoma como o e-livro ou e-apostila.

    • Oi Alexandre,

      Hoje em EAD já existem conteúdos para leitura sem ser em PDF. Os próprios conteúdos para leitura já são interativos, onde o aluno vai fazendo certas “paradas” para realizá-las. O PDF foi muito utilizado no século passado, na expansão da EAD lá pelos ídos do ano 2000.

      Abraços,

      Liliam Silva

      Blog educação-a-distância.com

  9. Olá Liliam!

    Concordo que para EaD não se pode limitar ao aluno apenas um acesso restrito de conteúdos. Que a formação e qualidade da instituição é imprescindível para fornecer e fomentar com qualidade um curso que garanta ao aluno aprendizado significativo. E ao aluno dependerá de seu seu senso crítico, responsabilidade e autonomia em ampliar seu aprendizado e conhecimento.

    Grande abraço!

    Cris Fernandes

  10. A pedagogia moderna pede ao professor que faça Educação por competências e não mais somente por conteúdo. O conteúdo precisa ter significado ao aprendiz, deve gerar habilidades e competências. Ainda mais, deve ser compartilhado, o professor é o tutor do processo, criando espaços de interatividade, critica e reflexiva. Diria que a EAD é terreno fértil para estas transformações ocorram, pois necessita de uma aprendiz mais motivado, mais autônomo líder de seu próprio processo de ensino-aprendizagem.

  11. Muito interessante mesmo, a educação a distância nos proporciona autonomia, partilha, interação,experiencias únicas e a cada dia fico mais maravilhada com este universo.
    Gosto muito de visitar seu blog, que está sempre trazendo coisas novas, parabéns pelo seu trabalho!

    • Olá Cristiane,

      Estamos vivendo a Era das Relações, principalmente pelas nossas experiências em rede. A informação, o conhecimento, a criatividade e a soma das inteligências humanas nos ambientes de aprendizagem virtual, resultam no verdadeiro patrimônio de cada pessoa.

      Obrigada pela visita! Volte sempre!

      Abraços,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  12. Prezada professora Liliam,

    Seu post realmente é muito pertinente para nós, professores que estamos adentrando ao novo panorama da educação à distância.

    Você tem razão quando afirma que o papel do professor deixa de ser o de transmissor para o de mediador da informação, entre ele e o aluno. Percebo que, na educação à distância, é imprescindível um grau de autonomia do aluno, que deverá ser capaz de pesquisar conforme suas próprias demandas. Sinto isso na pele de própria estudante!

    Continuarei seguindo seu blog!

    Um abraço.

    • Olá Bruna,

      O professor do passado se posicionava como disciplinador e monopolizador da relação com o aluno. Atuava apoiado na informação dos fatos e fenômenos, solicitando respostas memorizadas junto aos aprendizes.

      O tutor de EaD que atende à novos paradigmas da educação se posiciona como parceiro, propondo problematizações, hipóteses, sistematizações e aprendizado entre pares. Ele media conteúdos e contextos dos cursos, assim como os produzidos pelos alunos online.

      Não é mesmo?

      Abraços,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  13. Olá, bom dia!

    Sou aluna do curso de Metodologia e Gestão em EaD e estou acompanhando seu blog para fins avaliativos.

    Seus textos estão de parabéns, todos os temas abordados abrangem meus estudos e transmitem uma riqueza de conhecimentos.

    Você citou sobre o tutor, acho essencial este profissional desde que entenda realmente qual é o seu papel, mas principalmente orientar os alunos de um curso a distância o real papel deste profissional, visto que não são vistos pela grande maioria como orientadores.

    Abraço, Solange.

  14. Como vai Profª Liliam, tudo bem? :o)

    Ah! concordo plenamente com suas sábias palavras sobre a escolha correta da instituição, penso que ambiente AVA deve ser explorado pelo aluno e cabe ao Profissional Tutor/Professor a missão de interagir a socialização entre o grupo, a “motivação” é o que leva a satisfação em continuar estudando porém, em meio a toda essa interação rápida/virtual nunca devemos esquecer da questão do plágio o autor deve ser sempre valorizado e citado pela sua obra. abç

    • Olá Cintia,

      Boas pontuações! Isto mesmo!

      Abraços,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  15. Faço Pós -graduação em EaD; suas matérias estão bem atualizadas sobre o assunto e estou cada vez mais satisfeita em ter optado por EaD.

    A EaD é o futuro da Educação!! Parabéns pelas publicações.

    • Obrigada Silvana!

      Suas palavras são estimulantes para que cada vez mais eu traga bons temas da EAD para todos vocês!

      Forte abraço,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  16. Olá Profª Liliam! Gostei muito do seu artigo, mas principalmente da última parte que se refere à educação à distância do século passado e conteúdos engessados. Ainda hoje muitos cursos são assim, nesse modelo qntigo sem a construção colaborativa do conhecimento. Muitos tutores são totalmente distantes do aluno, e as trocas de comunicação entre os colegas de turma não acontecem. O que fazer diante de uma situação como esta que descreví??? Abraços!

    • Oi Adolorata,

      Não devemos mais ter tutores “distantes” de alunos, conforme você pontua.

      Devemos ter tutores eficazes em EAD. Tutores que realmente se importem com seus alunos e sejam muito bem treinados a mediar o conteúdo da maneira mais brilhante possível.

      Sabemos que péssimos profissionais existem em inúmeras áreas e não seria diferente em EAD. Desta forma, as escolas que formam tutores devem ser escolas que “realmente” formem tutores à altura do que defendemos em EAD.

      Abraços,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  17. Olá profa. Liliam

    Estou fazendo uma pós em Metodologia em EAD, e estou bem empolgada sobre o assunto e gostei muito do seu texto, assim como das suas postagens. Pensando em minha formação até hoje, onde as aulas eram apenas expositivas, duras e autoritárias vejo quanto a educação evoluiu. Parabéns.

    • É Luciane, os tempos mudaram, não?

      A Educação como um todo atravessa forte reciclagem. Penso que seja para melhor…muito melhor, não?

      Abraços,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  18. Olá seguidores deste blog tão completo de opiniões valiosíssimas… estou aprendendo muito acompanhando os post aqui bem colocados… muitas contribuições!

    Uma duvida que surgiu da colega acima também é minha.
    Bom atualmente estudante de em EaD e de alguns cursos online com acompanhamento de tutor. Percebi uma enorme discrepância entre a atuação do tutor. O que fazer quando a Instituição limita a autonomia do tutor e foca apenas nos $ (lucros) e perde se aquela essência geradora de debate, limitando o tutor em apenas no gerenciamento e tira dúvidas dos alunos quanto a prazos (parte burocrática). Percebi entre alguma instituições que o tutor não é valorizado como agente motivador de grandes debates e mais um paliativo para o aluno ter a quem recorrer em casos de dificuldades de acesso atc. Será que pensar em processos, avaliações temas fechados em canais de comunicações no ava não distancia e desmotiva o aluno de EaD?

    Pois pelo que li em pesquisas a ead é o boom do momento, no entanto há um indice muito elevado de evasão. Será que a distância está de delineando na tipologia da palavra?

    • Boa tarde! Creio que a evasão se dá por falta de disciplina. Muitos estudantes se “acomodam” diante de tantas atividades, e acabam não levando a sério. Para estudar a distância, é preciso traçar horas de estudo contínuo e se concentrar nos conteúdos.

      • Evasão sempre ocorre, tanto no presencial como na EAD. Isto é um clássico na Educação como um todo!

        O que acontece pontualmente com o aluno da EAD que desiste do curso, é que ele muitas vezes constrói uma crença pessoal que estudar a distância seja muito fácil e que ele não encontrará dificuldade alguma.

        Quando ele se dá conta que para se sair bem em EAD precisará de muitos esforços como organização, disciplina, estudos intensos, o aluno abandona e vai embora.

        Abraços,

        Liliam Silva
        Blog educação-a-distância.com

    • Olá Cris Fernandes,

      Tudo o que você nota realmente existe.

      É por isto que uma das questões mais defendidas neste Blog, é que alunos devem escolher boas instituições de ensino que atuem de forma correta, séria e trabalhem em pról do conhecimento e também respeitem seu staff.

      Como em todas as áreas da vida humana existe sempre dois lados da moeda.

      Tutores devem ser obrigatoriamente eficazes. Instituições devem entregar bons conteúdos compatíveis com a WEB 2.0. Tutores devem ser remunerados de forma justa e honesta. Sempre!

      Tanto professores conteudistas, como tutores e alunos online não devem se submeter à instituições de ensino que desrespeitem os quesitos que apontei acima. Por isto a importância da busca, da pesquisa na hora de se escolher uma instituição para estudar ou trabalhar.

      Caso não ocorra isto, denúncias podem ser feitas junto ao MEC – Ministério da Educação e Cultura. Muitos cursos de EAD no Brasil já foram fechados pelo MEC por conta de denúncias.

      Desde 2008 o MEC realiza um processo de supervisão das graduações a distância.

      Para denúncias: supervisaoead@mec.gov.br

      Saudaçoes!!

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

      • Liliam obrigada pelo feedback.
        Estou acompanhando as contribuições dos seguidores e as suas e com certeza se tivermos o respaldo de forma construtiva como a qual vc se posiciona aqui, com certeza será construtivo ao nosso conhecimento e aprendizagem. Bem, estou aprendendo muito com todos aqui. E pelos seus feedbacks penso que estou me especializando na tutoria, pois acredito que um excelente tutor que incentiva, colabora para a construção da aprendizagem dos alunos devam seguir sua postura profissional, que faz de um blog uma plataforma interativa de trocas e aprendizagem.

        Parabéns!

        • Obrigada Cris!

          Apareça no meu WEBINAR GRATUITO sobre “Tutores de EAD para o Século XXI” que vai acontecer no próximo dia 14/10 às 11 horas da manhã.

          É necessário que se inscreva para garantir lugar.

          Convide a sua classe!! Todos serão bem-vindos.

          Na FAN PAGE (Facebook) do Blog procure a área de “EVENTOS” e se inscreva!

          Abraços,

          Liliam Silva
          Blog educação-a-distância.com

  19. Boa tarde, professora! Desejo parabenizá-la por este blog interessante e muito esclarecedor. Estou cursando Metodologia de Ensino a Distância e seus textos serão muito úteis para o meu desenvolvimento, tanto pessoal, quanto profissional.

    • Obrigada Rita!

      É muito bom saber disto!

      Abraços,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  20. Olá Liliam, parabéns pelo texto!

    Concordo plenamente com a sua posição em relação ao (novo) tutor, é necessário que o profissional da educação, seja presencial ou a distância, se aperfeiçoe e atualize constantemente, visando sempre incentivar e inspirar seus alunos a busca de novos conhecimentos, e isso não acontece de forma passiva.

    Att.

    • Olá Tatiane!

      Que bom! Comungamos dos mesmos pontos de vista!

      Fico feliz!

      Forte abraço,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  21. Profª Liliam, interessante artigo. Estou cursando Pós-Graduação em Metodologias para a Educação a Distância, no intuito de me tornar educadora nessa área. Penso de fato, que se o tutor exercer um papel ativo e motivador diante de seus alunos tornará mais fácil e gratificante o processo de aprendizagem, uma vez que a Educação a Distância estimula a busca pelo saber.

    • Isto mesmo Elaine!

      A sua linha reflexiva está corretíssima.

      Forte abraço,

      Liliam Silva
      Blog educação a distância.com

  22. Olá Professora Liliam,
    Ao ler o seu conteúdo dessa semana percebi que estou quebrando paradigmas em relação à Educação à Distância. Estou muito contente por isso e aprendendo bastante.
    Em sua frase: Nunca foi tão interessante aprender, reporta exatamente os meus sentimentos.
    Procuro colocar em prática em minhas aulas presenciais sua frase: “Saber pensar, do saber construir ideias”, sinto que podemos mudar muitas coisas, quando nossos alunos percebem esse grande conceito.
    O que mais gostei foi: Conhecimento conjunto, oferecendo ao “outro” autonomia. Quando os seres humanos percebem que possuem capacidade de aprender e se desenvolver, não existe limites para o seu crescimento e valorização.
    Muito obrigada por nos ensinar.
    Um abraço,
    Marieta

    • Oi Marieta,

      Obrigada pelas doces palavras!

      Obrigada a você por querer aprender mais e mais!

      Conte comigo, sempre!

      Forte abraço,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  23. Olá Professora Liliam,

    Complementando suas idéias, penso que por vezes, a pessoa já tem problemas de sociabilidade durante sua vida de uma forma geral. Esse problemas não resolvidos no presencial, agravam-se na EAD. Aí, a culpa sobra pra quem?
    É importante analisar bem todas as críticas feitas ao EAD, não é mesmo?!
    Abraços,
    Cinthia.

  24. Já estou começando meu Tcc em Ead, informações valiosas por aqui! Varias linhas de pensamento e teorias, muito bom essa troca de informações, só enriquece nosso conhecimento!

    • Boa pesquisa em seu TCC, Silvana.

      Aproveite as disponibilizações do Blog. Será um prazer muito grande colaborar!

      Forte abraço,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  25. Olá Liliam,
    Estou cursando Metodologias do Ensino a Distância.Sigo seu blog para realizar uma tarefa.Suas postagens são excelentes.Você descorre com clareza sobre os artigos EAD.
    Se possível me responda.
    Um abraço!
    Rita Oliveira

    • Respondo sim, Rita!

      Seja muitíssimo bem-vinda e conte comigo em suas tarefas!

      Beijão!

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

      • Liliam,
        Obrigada pelo feedback.
        Tenho lido seus posts e acompanhado as novidades sobre a educação a distância,as postagens dos meus colegas de curso.
        Devo dize que estou cada vez mais encantada com a EaD.
        Um abraço.

        • Que bom Rita!

          Apareça sempre por aqui e compartilhe as suas ideias sobre EAD!

          Será muito bem-vinda!

          Abraços,

          Liliam Silva
          Blog educação-a-distância.com

  26. Concordo com sua reflexões sobre EAD Liliam. De fato, esta nova forma de transmitir conhecimentos é muito rica e dinâmica. Em função do momento tecnológico que vivemos, a EAD tende a se aperfeiçoar e crescer muito na sociedade. Por outro lado, o excesso de informação tende a dispersar o aluno do foco, dai a importância do tutor em perceber esta situação e realinhar o aluno para o curso em questão. Sou aluno de pós-graduação EAD pela Anhanguera em Metodologias para EAD e sinto que deveria ser cobrado com mais frequencia (semanal pelo menos) para não dispersar.

    • Olá Waldir,

      Excelente reflexão.

      Fica a minha dica: tudo o que observar nesta dinâmica que vive e que perceber ineficaz, utilize como aprendizado para quando estiver com seus alunos online. As melhores práticas é que devem ser seguidas sempre!

      Quanto à dispersão, é do humano. Nestes tempos todos nós podemos nos distrair muito fácil. São muitos estímulos tecnológicos e muitas informações que queremos absorver. Aí que entra o papel do tutor eficaz. Ele tem que ser mais interessante ao aluno do que qualquer outra informação que esteja sobrepairando a inter-relação de ambos. Concorda?

      O foco então é: “tutoria eficaz”

      Forte abraço,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  27. Olá Liliam,

    gostei do termo “Tutoria eficaz”. Concordo com sua observação. E ai reside o grande desafio para o tutor, manter os alunos no foco para não haver dispersões! Não é fácil mas é um processo que exige atenção.

    Abraços,

    Waldir

  28. concordo com suas reflexões
    sobre a EAd ,são muito construtivos para nós futuros tutores e eu mesma compartilho de seus pensamentos quando devemos repensar todos os tipos de ensinamentos e aprendizagens ,no mundo atual tudo está se renovando e se modificando e na área da educação não podia ser diferente.
    Os tutores e até os cursos presenciais devem rever seus conhecimentos ,tornando mais atrativo para seus alunos e a ludicidade e a criatividade devem serem mais atrativas para que possa estigar seus pensamentos e fazerem suas investigações e terem seu próprio senso critico e com isso possam irem atrás de mais conhecimento.O tutor é um mediador e deve fazer a interação entre seu grupo.

  29. Boa Tarde,

    Na sua opinião, quais leis em EAd dever ser reanalizadas e modificadas? Algumas leis já estariam ultrapassadas? O que precisa ser melhorado? Obrigada!

    • Oi Silvana,

      Leis trabalhistas referentes ao trabalho de tutor!!

      Tutor é professor e ponto! Penso desta forma.

      Abraços,

      Liliam Silva
      Blog educação a distância

  30. Bom dia Liliam

    Estou vivenciando os dois lados da mesma “moeda”, sou tutor presencial a cerca de 1 ano para a turma de tecnólogos em RH, Marketing e logística, e no inicio percebi que é muito mais difícil o ensino a distância. Meus alunos comparecem duas vezes por semana no polo para assistirem as vídeo aulas e recebem minhas orientações referentes as atividades propostas no AVA. É muito mais difícil porem extremamente enriquecedor, pois eles pesquisam e estudam muito mais do que os alunos do modelo presencial. Costumo dizer para eles, “vocês tem que correr atrás da informação” – “o ensino a distância requer muito mais emprenho e dedicação”.
    Por outro lado, neste momento também sou um aluno de metodologia Ead, estou cursando uma pós-graduação em Metodologias para Educação a Distância e estou sentindo na pele as orientações que passo para meus alunos.
    Acredito que havendo dedicação, empenho e disciplina, a metodologia Ead é muito mais eficiente.

    Um grande abraço

    Hamilton

    • Que bom Hamilton!

      Você está experienciando as duas pontas.

      Será fundamental na sua docência em EaD.

      Abraços,

      Liliam Silva
      Blog educação-a-distância.com

  31. Realmente você tem toda razão! Até o presente momento, não obtive informações em minhas apostilas e estudos, leis e diretrizes em relação ao professor tutor!!!

    • Silvana,

      A profissão ainda está sendo regulamentada.

      Liliam Silva
      Blog educação a distância

  32. Olá Liliam, admiro o seu trabalho e as informações contidas no seu blog. Sou professora de educação infantil da Secretaria de Educação do DF,tutora de educação a distância, me formei neste mesmo modelo (pedagogia)e estou fazendo uma pós na mesma área.Todos dos dias me deparo com as facilidades e dificuldades do ensino distância, as dúvidas dos alunos a falta de disciplina nos estudos e também a possibilidade de estudar no conforto do lar, sem stress, sem trânsito, com todos os benefícios do estudo a distância.Essa mudança de modelo de estudo vem de encontro com a modernidade atual que tecnologicamente oferecem as pessoas uma perspectiva que outrora não existia, de crescer e buscar o conhecimento ,partindo do desejo do conhecimento de uma busca pessoal , que tem sido gerado pela necessidade do mercado de trabalho e do empenho de cada um para um crescimento pessoal.

    Att. Professora Eliana.

  33. Olá Professora Liliam,
    Sou estudante do curso de pós-graduação em Metodologias para Educação a Distância, e tutora presencial, nossas atividades vão desde a mediação da aprendizagem até o incentivo à reflexão. Em seu blog encontrei excelentes postagens, que são muito construtivas para aperfeiçoamento de quem busca conhecimento neste assunto. A reflexão lida corrobora com outros estudos que mostra que estamos construindo uma educação de qualidade mediada pela tecnologia, pois o EAD atrai principalmente os que não têm tempo ou disponibilidade para um curso presencial.

    Abraços,

    Ana Lúcia Fernandes

  34. Boa tarde, realmente acredito que os ambientes Ava, se tornam muito dinâmicos e eficientes quando os tutores são pessoas participativas, que orientam e estimulam os cursistas, tive a oportunidade de fazer cursos online com e sem tutores faz toda a diferença, e quando fui tutora gostei muito de desempenhar esse papel, procurei agir como eu acredito que deva ser um tutor, orientando e estimulando a pesquisa e o estudo.
    Esses artigos são muito interessantes e nos fazem refletir bastante, parabéns….

  35. é imprescindível a interação entre os sujeitos – aprendente e ensinante – e a mediação acontece por meio do professor-tutor, responsável pela motivação.

  36. Boa tarde Liliam,

    Li o seu texto e eu gostaria de saber a sua opinião sobre o uso de várias recursos (PDF, AVA, fóruns, charts e etc)estão associados ao projeto pedagógico do curso de EaD que a instituição de ensino desenvolve ou existe alguma determinação do Governo (MEC)?

  37. Em minhas leituras pude compreender que a Lei de Diretrizes e bases da Educação(LDB) possibilitou implementar o ensino superior a distância, mas foram os Referenciais de Qualidade na Legislação Educacional que nortearam e realizou as mudanças progressivas nos marcos regulatórios, ampliando a oferta de cursos no país.

    • Ola Silvana,
      Também concordo com você, a LDB é de 1996 e somente 10 anos depois em 2006, com o Decreto 5.773 temos a regulação, supervisão e avaliação de instituições de educação superior e cursos superiores de graduação realizada pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES, coordenado pelo Ministério da Educação, Conselho Nacional de Educação (CNE), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP, e pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior – CONAES.

  38. A educação a distância teve seu marco legal a Lei das Diretrizes e Bases da Educação pela Lei no. 9.394 de 20 de dezembro de 1996 em seu artigo 80, incentivando o desenvolvimento da EAD.
    Em 1998, com o Decreto 2494 a EAD foi entendida como uma forma de ensino que possibilita a auto-aprendizagem, com a mediação de recursos didáticos sistematicamente organizados, apresentados em diferentes suportes de informação, utilizados isoladamente ou combinados, e veiculados pelos diversos meios de comunicação.

  39. Em 2005 com o Decreto 5.622 temos a Regulamentação o art. 80 da LDB caracterizando a educação a distância como modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação, com estudantes e professores desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos. Aqui por este Decreto modifica-se o conceito de educação a distância por auto-aprendizagem (conforme Decreto 2494/1998) para um aprendizagem mediada por tecnologias de informação e comunicação (TICs), conceito aceito atualmente.

  40. Depois de ter acesso a um softwear para EAD de Enfermagem me rendo definitivamente a Educação a Distância, nem mesmo uma aula presencial seria tão eficaz! E olha que a EAD no Brasil está apenas engatinhando!

  41. USP desbanca universidades britânicas e é 15ª em conteúdo web

  42. Como a educação a Distância contribui para um ensino com qualidade?

  43. Olá, Professora Liliam!
    Sou estudante do curso de Pós Graduação em Metodologias para Educação a Distância e Tutora Presencial. Estou acompanhando seu blog e concordo que ficou mais fácil aprender com a Educação a Distância que é um avanço do Século XXI, pois temos diversos recursos na área de informática e redes sociais, porém o ensino e aprendizagem dependem das duas partes envolvidas: o aluno e a instituição de ensino.
    Um abraço,
    Naia Gargitter

  44. Olá, Professora Liliam!
    Sou estudante do curso de Pós Graduação em Metodologias para Educação a Distância e Tutora Presencial. Estou acompanhando seu blog e percebo que atualmente,existem inúmeras alternativas de ensino utilizando os meios de comunicação como sites, fóruns e chats entre outros. E nossos estudantes estão observando que as atividades e as avaliações são cobradas com a mesma qualidade e exigência que o Estudo Presencial.

    Abraço,
    Adriana de Araújo

Comentários estão bloqueados.